sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Aos 50 anos














Bati na sua porta, estava sem rumo
Fraco, bebado, na mão whiskey
Na boca o amargo do tempo
Em meio século morri!
Na rede, todos dormem
Não quero repetir o balanço
Nem mesmo o aperto de mão
Nem mesmo flor
Nem mesmo dor
Nem mesmo o amor!
Meio século pra nada?
Por nada?
Pai! duas filhas e um erro.
Meu erro...
Sem tempo de culpar a mão
Sem tempo para traição
Sem tempo pra converçar
Sem tempo para o outro
Bati na sua porta, pois estava nu!
O coração doente, corpo magro
A sua paciência me fez cor
O seu sorriso me dar luz
O seu cheiro me dar paz
O seu beijo...
é amor!

Foto: Rubensdam

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Chuva















Chove na madrugada
Lava a dor e pensamentos
Lava nossos corpos beijados
Banha nossa alma inconformada
Mas, traz algo para nosso amor
Chuva! não leve as nossas lembranças
Chuva! não lave nosso perfume
Chuva! não leve a paixão
Chuva! Nos sentimos um só!
Os pingos d águas diziam a direção
Forte chuva, linda paisagem
O cheiro da terra une os corpos
Molhados, deitados livres na praia
A chuva é vida, e onde nos leva?
Nos molhamos
Nos amamos
Nos esquecemos da...
Chuva.

Foto:RubensDAM

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Dividir


Dividir atenção...
Dividir o olhar e carinho
Dividir Tempo e trabalho
Dividir o amor e sexo
Dividir o indivisível!
Dividir, como se faz isso?
Dividir ... passionar palavras?
Dividir matéria e massa?
Dividir o individo humano?
Perdoe, o parnaso...
Pois divido aqui um lamento
Que meras pra vós és de bom grado
Ou não, mas, te tenho atenção
Volto! Dividir o que?
Dividir, meu coração
Dividir, minhas crenças
Dividir, compartilhar!
Ser divisível e ser feliz!
divida,
doe,
compartilhe,
ame,
faça sexo!
Se lasque!
Se ame!
Volte a estaca zero!
Viva!
Dividindo...

Foto: RubensDAM

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

A Pipa


A estação das flores, me fez cor
Nasceu frágil, pequeno sonho
Tinha na mão, linha e cordão
Taquara no tamanho certo
Linha 05 envolve todo corpo
da rabiola ao cabresto
Linda, seda colorida em tiras

Linha 03 é mais seguro
Eu te vi voar, imponente
Eu te vi voar, em cores
Eu te vi voar, em sonhos
Eu te vi brincando
Eu te fiz com longa rabióla
Te ver no alto, arrepia
Te ver dançando ao toque, é lindo!

Voar! meu medo, meu olhar...
Eu aqui, e ela no alto dançando
Ligados por linha zero
Linha forte e cortante

Eu e ela, firme e forte
O peso aumentava com o vento
Eu no controle do voo
Vem uma ventania, tira harmonia

A pipa pediu mais linha
Eu fiquei firme, e ela puxava
Puxei, ela subia imponente
Palavões saltou da boca
eu sem saber o que fazer
Então soltei a pipa
Soltei!
Cortei a linha...

Fiquei olhando o seu navegar
a sua flutuação azul
Grande Pipa e enorme rabióla
Te ver livre
Me faz navegar
no alto
do alto.

Foto e Desenho: RuensDAM

sexta-feira, 9 de junho de 2017